Blogger Wordpress Gadgets

sexta-feira, 29 de março de 2013

Meu tio homenageado na internet.Muito orgulho !!!

ENTREVISTA COM RUBENS KOSSATZ FUNDADOR DO CLUBE DE XADREZ MARABÁ

16/03/2013 às 10:47
do Clube de Xadrez Marabá por CLUBE DE XADREZ MARABÁ
RUBENS CARLOS KOSSATZ FUNDADOR
DO CLUBE DE XADREZ MARABÁ


No momento em que a nossa querida cidade comemora o seu primeiro século de emancipação política, presenteamos com uma entrevista muito especial, com o Sr. Rubens Carlos Kossatz entusiasta, pioneiro, fundador e primeiro presidente do Clube de Xadrez Marabá. É bom lembrar que o tempo passou e a semente deixada germinou e permanece viva após 23 anos. Dado o relevante trabalho prestado e o seu carisma o Sr. Rubens é uma pessoa muito querida e que presenteia-nos com esta importante entrevista.
1. Sabemos que nos idos anos 80 um grupo de notáveis senhores resolveu fundar o Clube de Xadrez Marabá. Que aspectos eram importantes naquela época para justificar esta criação, quais eram as grandes motivações deste grupo?
Rubens Kossatz - Um aspecto que contribuiu para tal foi sem sombra de dúvidas o fato de não termos um Clube que em seu referendo pudesse representar o nosso Estado em competições oficiais; isso também para ter o reconhecimento ante nossa entidade maior a Confederação Brasileira de Xadrez, a CBX.
2. Circula uma lenda que aconteceu uma partida de xadrez para definir quem seria o presidente na fundação do Clube e que fostes o vencedor. Isto aconteceu de verdade?
Rubens Kossatz - Sim, é verdade. Mas nada pode ofuscar seu potencial de Emérito enxadrista. Um cavalheiro. Engajado conosco como Diretor Social o Médico Dr. José Durant Sobrinho.  
3. Quais eram as principais dificuldades, os grandes desafios que a primeira diretoria do Clube encontrou e como foram solucionadas?
Rubens Kossatz - Não posso dizer de dificuldades, pois nosso Clube após nossos objetivos tornarem-se uníssonos, veio à existência sem maiores problemas, pois foi o primeiro da Amazônia; tendo desde a sua fundação como escopo maior levar aos bancos escolares essa Ciência, Arte e... Jogo!
?

4. Cite um importante acontecimento realizado pela primeira direção do Clube de Xadrez e se houve algum tipo de apoio.
Rubens Kossatz - De maneira oficial em nossa gestão como Presidente, realizamos o 1º TORNEIO ABERTO DE XADREZ DA AMAZONIA em Marabá-PA. O Vencedor foi o bancário do Banco do Brasil Mário Américo. É de se observar a importância que nos prestou a Loja Maçônica de Marabá em nos ceder o seu Salão Nobre para a realização desse primeiro evento. Sequentemente ausentei-me daquele Rincão do Brasil.
?

5. Temos partidas memoráveis, momentos que emocionam e enchem o coração de satisfação por jogadas inteligentes, sacrifícios ou pela beleza dos lances e combinações. Como foi a sua partida de xadrez preferida? O Senhor ainda joga xadrez?
Rubens Kossatz - Foi justamente a que outorgou-me  Presidente referendado oficialmente. Obviamente meu adversário valoroso foi o nosso Vice Presidente. Sim ainda jogo Xadrez; meu esporte maior!
6. É sempre interessante saber como foi a descoberta, o seu primeiro contato com o xadrez, como foi que tudo começou?
Rubens Kossatz - Aos 25 anos li uma bela reportagem onde era focalizada a figura de MEQUINHO à época expoente máximo de nosso Xadrez. Interessei-me profundamente e adquiri um livro de Walter O. Cruz intitulado “Repertório de Aberturas”, não havia outra maneira de aprendizado desta Arte - Jogo, isso tornou-me um autodidata...rs

7. Após 23 anos de existência o sonho de outrora ainda não se tornou realidade, de inserir o xadrez nas Escolas. Este instrumento de desenvolvimento da mente possui a capacidade de melhorar o ensino-aprendizagem? E qual a importância de um Projeto Nacional de Xadrez nas Escolas e por que ainda não foi implantado?
Rubens Kossatz - O Projeto Nacional do Xadrez na escola é imprescindível e oportuno para adequar nossas crianças e jovens a instancia mentais superiores. O Xadrez é uma poderosa ferramenta pedagógica, que estimula o raciocínio lógico, a Ciência matemática, a criatividade e capacidade de concentração. Sendo um esporte individual desenvolve auto independência na criança e no  jovem, pois terá que tomar decisões sozinho e ganha quem escolhe a melhor estratégia. Será estimulado então com tal aprendizado o desenvolvimento das capacidades cognitivas, sociais afetivas e morais do ser. Acredito sim, e espero sinceramente que nosso sonho se torne real e que finalmente após aprovado tal projeto, o XADREZ, essa Ciência Arte e Jogo, seja inserido no currículo escolar, então, nossas crianças de hoje, formarão uma sociedade futura de pessoas melhores e uma nova geração de mais aptos governantes. Espero podermos comemorar ainda esta vitória!
Quanto ao fato de gestores nacionais não haverem despertado ainda para esta política, creio que se deva ao fato de que na verdade grandes mentores da sociedade e até mesmo dirigentes de nossos pais, desconhecem o valor intrínseco no Xadrez contido. E, Salvo exceções, muitos deles usam o Tabuleiro e suas peças apenas para decoração em seus gabinetes, empresas e suas belas residências!
8. O Clube de Xadrez Marabá agradece por seus esforços e lhe homenageia com o Torneio Rubens Kossatz, somos muito gratos pelo pioneirismo e por todas as nossas realizações.
Rubens Kossatz - É muito gratificante saber que a semente lançada vicejou e está dando frutos. Fiquei extremamente emocionado ao saber da homenagem e sinto-me honrado! E Duplamente honrado por esta entrevista. Saudações enxadrísticas!
Com a realização do Torneio Rubens Kossatz o Clube de Xadrez Marabá presta honrosa homenagem ao intelectual, fundador e primeiro Presidente Clube de Xadrez Marabá, que a memória de sua passagem histórica, de realizações e doações à esta terra fique registrada. Bem sabemos que o Rubens Kossatz bem que merecia maior reconhecimento da sociedade marabaense e paraense, portanto, queremos dizer-lhe do nosso agradecimento e serás sempre lembrado pelo carisma, simpatia e pelos relevantes trabalhos realizados. Obrigado Sr. Rubens.


“Só se vê bem com o coração. O essencial é invisível aos olhos.”

Antoine de Saint-Exupéry